Flordelis recorda momentos ao lado de Anderson nas eleições passadas e se declara: “Meu eterno amigo”

Na manhã desta segunda-feira (16), Flordelis postou uma foto antiga onde aparece ao lado do esposo falecido Anderson Do Carmo, dizendo que está sofrendo pela ausência do marido

Deputada federal publicou foto ao lado do ex-marido, o pastor Anderson do Carmo – Foto: Reprodução/Instagram

A pastora e deputada federal pelo Rio, Flordelis, reapareceu nas redes sociais. Na manhã desta segunda-feira (16), a também cantora gospel postou uma foto antiga onde aparece ao lado do esposo falecido Anderson Do Carmo, dizendo que está sofrendo pela ausência do marido. Flordelis é acusada de ser a mandante da morte do marido. Por possuir imunidade parlamentar, não pode ser presa, entretanto, faz o uso da tornozeleira eletrônica.

Flordelis começou relembrando que nos períodos de eleições passadas, ela e Anderson costumavam realizar campanhas eleitorais nas ruas do estado do Rio de Janeiro. Em razão disso, não se conteve e se emocionou ao lembrar dos momentos que viveu ao lado dele.

– A dor de não ter você aqui é amarga demais, fico tentando buscar conforto nas pessoas que restaram e nas novas que surgiram agora em minha vida para me apoiar nesse momento que está sendo cada dia mais difícil – Escreveu a deputada.

Segundo a parlamentar, a partida do pastor Anderson culminou em um grande vazio e um sentimento de “dor sem fim”, inclusive, por parte dos filhos que foram os mais atingidos pela ausência do pai, segundo ela.

– Você partiu e no meu coração nasceu um vazio e uma dor sem fim, todos sentem demais a sua falta e vivem essa dor junto comigo. Ontem, uma de nossas filhas desmaiou, nosso filho caçula chorou demais e os outros também, ficamos aqui, no nosso quarto e foi graças ao apoio de dois amigos que estavam conosco nesse momento, que pude encontrar forças pra cuidar de todos eles – Revelou.

Ela prossegue dizendo que o sofrimento e a saudade só aumentam e “a dor que sentimos ecoa pelos dias alimentando essa saudade sem fim”.

Flordelis termina dizendo que o assassinato do pastor foi um “golpe duro” e causou “danos irreparáveis” à ela e sua família. Mas, diz que tem se apegado às memórias antigas para amenizar a dor pela perda do pastor Anderson.

– Tento erguer a cabeça, tenho que tentar ser forte pelos nossos filhos, mas é muito difícil lidar com essa angústia. O que posso fazer é prometer me apegar às memórias lindas de tudo que vivemos para continuar sentindo você bem perto de mim – Disse ela.

– Você nunca será esquecido, meu eterno e querido amor e amigo – Completou Flordelis.

Audiência sobre o assassinato

Na última sexta-feira (13), foi realizada uma audiência sobre o assassinato do pastor Anderson do Carmo. A delegada Bárbara Lomba, responsável pelas fases iniciais das investigações do crime afirmou, durante a audiência, que os integrantes da família mantinham relações sexuais uns com os outros.

– Havia relações entre todos ali. Flordelis não se relacionava só com o Anderson e o Anderson não se relacionava só com a Flordelis – Afirmou a delegada na audiência de sexta.

Bárbara Lomba foi ouvida como testemunha de acusação na audiência do processo que acusa a pastora de ser a mandante do assassinato de Anderson. Antes dela, o delegado Allan Duarte, responsável pela segunda fase das investigações, também prestou depoimento.

Em um dos momentos, Bárbara afirmou que ouviu relatos de Flávio dos Santos, filho biológico de Flordelis, sobre o que acontecia na família.

– Flávio se disse revoltado com as relações que ele viu na casa. As relações eram baseadas na mentira. Estabeleceu-se uma lógica de relação familiar baseada em estratégia e fachadas tinham que ser montadas. Muitas coisas que aconteciam na casa não poderiam aparecer’, declarou.

 

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do Gospel Minas; a responsabilidade é do autor da mensagem.