Conecte-se conosco

Brasil

Morre menina de 4 anos ferida por homem que se matou em altar de igreja

Publicado

em

Foto: Adilson Domingos – CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Uma menina de 4 anos que levou um tiro na cabeça do segurança Rosemir Fernandes de Souza, de 52 anos, no noite do último domingo (12), morreu nesta quarta-feira (15).

Publicidade

O homem havia assassinado seu ex-esposa e ferido outras cinco pessoas, entre elas duas crianças. No final, ele invadiu uma igreja católica e se matou no altar. O fato aconteceu na cidade de Dourados, no Mato Grosso do Sul.

 

Publicidade

Leia Mais:

+Menino de 4 anos recebe a cura de câncer e mãe testemunha: “Milagre de Deus”

+Pregador Luo rebate evangélicos que criticaram capa do álbum ‘Nascido das Luzes’

+“O hipócrita era eu”, diz comediante cristão John Crist, oito meses depois de cometer assédio sexual

Publicidade

 

A criança estava internada em estado grave na UTI do Hospital Universitário desde a noite de domingo, e por ter levado um tiro na cabeça não resistiu e veio a falecer nesta quarta. O avô da pequena Beatriz publicou a triste notícia pelas redes sociais.

– É com grande sofrimento que comunico o falecimento da minha netinha Beatriz vítima de um mostro. E um grande gesto de manter ela viva em uma outra criança foi através da doação de órgão – Disse o avô.

A assessoria de comunicação do HU informou ao site Campo Grande News que “foi constatada morte encefálica e a família manifestou o desejo de doar os órgãos. O processo agora tramita na central de órgãos de Mato Grosso do Sul. O corpo é mantido ligado aos equipamentos até a coleta dos órgãos”.

Além de Beatriz e da ex-mulher do segurança, Lucineide Maria dos Santos Ortega, mortas pelo criminoso, outras quatro pessoas foram atingidas por bala de revólver, todas já ganharam alta do hospital.

Publicidade

Luzia Gonçalves Ortega, 32, ferida com tiro nas costas, e a filha dela, Laura Gonçalves de Paula, 10, atingida no rosto tiveram alta na terça-feira (14). Já Dhionatan Santos Ortega, 20, ferido na perna, e Sônia Regina Barros Galvão, 42, moradora na Vila Cachoeirinha, ferida de raspão no rosto, tiveram alta na segunda-feira (13).

A polícia está ouvindo testemunhas para concluir o inquérito por feminicídio.

 

 


Receba nosso conteúdo EXCLUSIVO no Whatsapp! Clique Aqui!


 

Publicidade

Editor-chefe do Gospel Minas. Cristão, jornalista e empreendedor de BH/MG. Amante da arte, comunicação e jornalismo. Pronto para servir o povo cristão com excelência. Contato: (31) 99583-5239 - [email protected]

Destaques do Mês