Conecte-se conosco

Brasil

PF realiza operação que investiga hospitais de campanhas no RJ

Publicado

em

Foto: Agência O Globo

A Polícia Federal realizou nesta manhã (26) uma operação que investiga as suspeitas de desvios na Saúde do estado do Rio de Janeiro para ações na pandemia do novo coronavírus. Segundo a PF, ão 12 mandados de busca e apreensão e um deles no Palácio Laranjeiras, residência oficial do governador do estado Wilson Witzel (PSC).

Entre os alvos de mandados de busca e apreensão da operação batizada como “Placebo” estão Witzel e sua mulher, Helena. Os mandados foram autorizados pelo Ministro Benedito Gonçalves do Superior Tribunal de Justiça. Às 08h40 os agentes da PF saíram do Palácio Laranjeiras com um malote com documentos apreendidos.

 

Publicidade

LEIA TAMBÉM:

+Pastor é preso enquanto pregava em culto online: “Viverei por Cristo”

+Marcha Para Jesus fará carreata beneficente em São Paulo

Publicidade

+Pai muçulmano queima filha, após vê-la se convertendo à Jesus Cristo

 

O governador se manifestou na manhã desta terça-feira pelas redes sociais após a FF deflagrar a operação, ele citou a interferência de Jair Bolsonaro na polícia federal ligando à “Operação Placebo”, leia a nota abaixo:

“Não há absolutamente nenhuma participação ou autoria minha em nenhum tipo de irregularidade nas questões que envolvem as denúncias apresentadas pelo Ministério Público Federal.

Estranha-me e indigna-me sobremaneira o fato absolutamente claro de que deputados bolsonaristas tenham anunciado em redes sociais nos últimos dias uma operação da Polícia Federal direcionada a mim, o que demonstra limpidamente que houve vazamento, com a construção de uma narrativa que jamais se confirmará.

A interferência anunciada pelo presidente da República está devidamente oficializada. Estou à disposição da Justiça, meus sigilos abertos e estou tranquilo sobre o desdobramento dos fatos. Sigo em alinhamento com a Justiça para que se apure rapidamente os fatos. Não abandonarei meus princípios e muito menos o Estado do Rio de Janeiro.”

Publicidade

A Polícia Federal esteve no Palácio Laranjeiras: residência oficial do governador e da família; na Rua Professor Valadares, Grajaú: residência onde morava Wilson Witzel; Rua Dezenove de Fevereiro, Botafogo: residência de Edmar Santos, ex-secretário de Saúde; Avenida Ataulfo de Paiva, Leblon: residência de Gabriell Neves; Rua da Assémbleia, Centro: escritório do Iabas e na Rua México, Centro: sede da Secretaria Estadual de Saúde.

 

 

De Belo Horizonte para o mundo. Editor do Gospel Minas. Contato: (31) 99583-5239 - [email protected]

2 Comentários

2 Comments

  1. Pingback: "Imprensa endemoniada", diz Silas Malafaia sobre ataques à Bolsonaro

  2. Pingback: PF cumpre mandados nas casas de Roberto Jefferson e Luciano Hang

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaques do Mês