Conecte-se conosco

Viciado em drogas desde os 10 anos é liberto por Jesus: “O Senhor foi bom”

Publicado

em

Declan Wood encontrou libertação e salvação em Cristo Jesus – Foto: Reprodução

Declan Wood cresceu num ambiente familiar abusivo, era constantemente espancado pelo pai e com apenas 10 anos, se sentindo solitário e percebendo que não havia ninguém para ajudá-lo, buscou refúgio nas drogas.

Publicidade

“Quando eu fazia algo errado, cometia erros, ele descontava muitas frustrações em mim. Lembro-me de estar em meu quarto e meu pai me batendo com um taco de beisebol. A maneira como ele olhou para mim quando estava me batendo, pensei ‘esse homem me odeia’”, disse ele.

Durante uma das surras com um bastão, seu pai inadvertidamente bateu em uma luminária e a derrubou do teto. “Ia a todos os lugares e não parava de me bater. A maneira como ele olhou para mim quando estava me batendo, pensei que esse homem me odeia”, lembrou ele.

Publicidade

Então, ele voltou para as drogas, principalmente a maconha. Mais tarde, ele e seus amigos moeram um sedativo que ele chamou de mandrágoras e o misturaram com a maconha. “Misturei com maconha para me agitar, mas estava destruindo minha vida social. Nunca me encaixei nas crianças normais da escola. Nunca me senti parte de todos”, disse ele.

Aos 15 anos, Wood foi expulso de oito escolas públicas e três internatos. Ele se envolveu com drogas pesadas e começou a invadir casas para sustentar seu vício em drogas. “Minha vida era fumar, usar drogas, roubar carros, passear e trazer de volta às cinco da manhã”, conta.

Eventualmente, ele foi preso e condenado a sete meses de prisão. Após sua libertação, ele teve problemas novamente, foi preso e sentenciado a nove anos de prisão.

Publicidade

Declan em sua juventude – Foto: Arquivo Pessoal

E O VÍCIO CONTINUAVA

Após sua libertação, ele se mudou para a Cidade do Cabo e descobriu um novo medicamento no mercado. “Meus amigos começaram a fumar crack. Tive um golpe e isso me confundiu. Fiquei tão chapado que fiquei viciado na hora”, conta.

Enquanto trabalhava como operário para uma empresa siderúrgica, ele conheceu uma jovem e um mês depois de conhecê-la, ela engravidou. Nove meses depois, ele teve uma linda garotinha. “Achei que ter esse bebezinho me colocaria de pé e eu pararia de usar drogas. Mas não consegui. Era muito forte para mim”, disse ele. Wood não conseguiu sustentar a filha porque gastou todo o dinheiro que ganhava para comprar drogas.

UMA LUZ NO FIM DO TÚNEO

Em desespero, Wood gritou: “Deus, se você é real, por favor me ajude!”. No dia seguinte, um colega viciado em drogas veio até ele e lhe contou sobre uma clínica de reabilitação na estrada, administrada por cristãos dos Estados Unidos.

Guiado pelo Espírito Santo, ele encontrou o caminho até a porta da frente da clínica de reabilitação. Um homem grande chamado Johnny atendeu a porta e começou a orar por Wood em voz alta.

Publicidade

Durante a reabilitação, ele começou a ler a Bíblia pela primeira vez. Na prisão, ele arrancou páginas da Bíblia e as usou para enrolar cigarros.

“Foi incrível o poder dessas palavras. Isso era outra coisa. De vez em quando, um verso realmente faria algo para mim. Isso faria algo em minha alma. Eu soube então que Deus era real e estava comigo. Nessa casa conheci Jesus e me apaixonei por ele e por sua palavra. Fiquei lendo a bíblia até tarde da noite e eles vieram nos forçar a ir para a cama.

O VERDADEIRO ENCONTRO COM DEUS

Após a reabilitação, ele encontrou um emprego e testemunhou as vidas de viciados em drogas transformadas e mudadas. No entanto, em 2008, ele voltou a usar crack. Um amigo de sua irmã o convidou para ir à Igreja Joshua Generation.

“Decidi ficar, mas estava de volta às drogas. Eu ia à igreja no domingo, mas durante a semana usava drogas. Foi uma época terrível. Quando você provou que Deus é bom, e você está drogado e não consegue parar, é terrível”,, disse ele.

Em um grupo de responsabilidade na igreja, ele confessou seus pecados. Então, um dia em 2013, inesperadamente, o Senhor o livrou de seu vício enquanto ele estava na garagem de sua mãe. “Senti o vício ser tirado de dentro de mim na garagem da minha mãe. Desde aquele dia, nunca mais usei drogas. Nunca mais fui tentado como fui em todos aqueles anos. O Senhor tirou de mim em um instante”, revelou.

O Senhor o levantou e ele se tornou um líder comunitário na igreja, depois diácono.

Publicidade

“O Senhor foi bom para mim. Meu relacionamento com minha filha foi restaurado. Eu tenho sido capaz de fornecer. O Senhor me ajudou em meu negócio e ainda há muito mais por vir”, finalizou ele.

Editor-chefe do Gospel Minas. Cristão, jornalista e empreendedor de BH/MG. Amante da arte, comunicação e jornalismo. Pronto para servir o povo cristão com excelência. Contato: (31) 99583-5239 - [email protected]

Destaques do Mês