Conecte-se conosco

Missionária com Covid-19 recebe cura, após entoar um cântico a Deus

Publicado

em

A missionária LaVonna Ennis enfrentou a Covid-19 enquanto esteve na África – Foto: Arquivo pessoal

Durante a pandemia, uma missionária infectada com Covid-19 que serviu na África experimentou a cura divina depois que louvou ao Senhor um hino que diz: “Eu levanto um aleluia!”.

Publicidade

De acordo com o Portal AG News, LaVonna Ennis e seu marido, Scott, não ficaram isentos do impacto que a pandemia trouxe. Pois o casal de missionários estava tendo dificuldade em ministrar à igreja por causa das restrições.

Eles tiveram a chance de voltar para os Estados Unidos. Mas o casal decidiu ficar e servir a comunidade em que estavam.

Publicidade

Eles continuaram a dar estudos bíblicos e ser mentores, ao mesmo tempo que observavam protocolos de saúde seguros. No entanto, eles começaram a sentir os sintomas da doença no final de julho.

“Na noite em que fiquei mais doente, a eletricidade foi cortada (nada incomum), silenciando a suave música de louvor. Quando acordei, vi espíritos demoníacos da morte voando perto do teto. Eu quase podia sentir a brisa forte causada por suas asas”, LaVonna lembra quando sua condição estava piorando.

“Sussurrei: ‘Deus, estou pronto para conhecê-lo, se você estiver pronto para me receber. Mas, eu repreendo esses espíritos das trevas'”.

Publicidade

“EU LEVANTO UM ALELUIA!”

Segundo o portal GOD TV, foi quando então sentiu o Espírito Santo inspirando-a a adorar. Ela continuou: “Senti uma leve cutucada do Espírito Santo: ‘Você vai ter que ELOGIAR sua maneira de superar isso.’ Eu não tinha certeza exatamente do que isso significava, mas comecei a adorar a Deus em um sussurro”, pois LaVonna já não tinha mais voz naquela época.

LaVonna escolheu cantar “I Raise A Hallellujah” do Bethel Music. Ela sussurrou o primeiro verso da música:

“Eu levanto um aleluia, na presença de meus inimigos
Eu levanto um aleluia, mais alto que a incredulidade
Eu levanto um aleluia, minha arma é uma melodia
Eu levanto um aleluia, o céu vem lutar por mim”

Nesse ponto ela viu a luz atravessando a escuridão entre os demônios. Por isso, continuou a cantar:

“Eu vou cantar no meio da tempestade
Mais e mais alto Você vai ouvir meus louvores rugindo
Das cinzas, a esperança surgirá
A morte é derrotada, o Rei está vivo!”

Em suas palavras, ela conta que: “Enquanto eu elogiava, a escuridão permanecia à distância. Mas quando parei de elogiar, eles voltaram para me cercar. Continuei a sussurrar louvores e canções de adoração por cerca de seis horas. Finalmente, bem depois de o sol nascer, não senti mais o mal na sala, embora meu corpo ainda estivesse fraco e devastado pela doença”.

Publicidade

A CURA

Após sua experiência sobrenatural, LaVonna começou a curar e pouco a pouco recuperou suas forças. “Somos muito gratos a Deus por Sua mão de cura e direção nesta jornada. Ele nos ensinou muito sobre confiança, obediência e Sua fidelidade!”

Mais tarde, LaVonna soube que milhares de pessoas oravam por eles nos Estados Unidos e na África. Portanto, a sua decisão de ficar e o toque curador de Deus em suas vidas também impactou muito de seus amigos muçulmanos na África Ocidental. Hoje, essa história tem impactado o mundo inteiro.

 

 


Leia também:

Receba as notícias do Gospel Minas diretamente no seu aplicativo de mensagens favorito:   WhatsApp   Telegram.

Siga o Gospel Minas no Google News!

Ajude-nos a continuar a ser a voz da verdade na mídia, apoiando o Gospel Minas. Doe AQUI!

Publicidade

 

Destaques do Mês