Conecte-se conosco

Brasil

Pastor Davi Góes alerta que vacina chinesa “altera o DNA, causa câncer e tem HIV dentro dela”

Publicado

em

Pastor Davi Goés – Foto Reprodução

Um vídeo que está sendo compartilhado nas redes sociais desde o início desta semana tem causado indignação de internautas. Isso porque, o vídeo mostra o pastor Davi Góes pregando e dizendo que a vacina chinesa “CoronaVac” altera o DNA dos seres humanos, causa câncer e tem “HIV dentro dela”. O culto foi realizado em sua igreja em 19 de novembro.

Publicidade

Davi Góes é o pastor líder da Igreja evangélica Ministério Canaã da Água Fria em Fortaleza, no Ceará. Em um determinado momento de suas pregação, o líder evangélico disse ter assistido um vídeo de um cientista francês que constatou que muito humanos irão morrer de câncer daqui há alguns anos, devido a vacina chinesa.

“Vai atingir o seu DNA. Quando ele atingir o seu DNA, o que vai acontecer? Você não vai sentir nada. Mas, depois de um tempo, doenças aparecerão. Muitas pessoas vão morrer de câncer, achando que foi câncer porque comeu alguma coisa, porque era hereditário, porque tem família, por causa de um tumor, alguma coisa, mas, na verdade é a vacina. Olha a seriedade disso”, disse ele com base nas afirmações do cientista francês.

Publicidade

“Eu não tenho coragem de tomar a vacina que vem da China. O país, de origem do vírus. É loucura. Depois que essa substância entrar no nosso organismo, vai atingir o nosso DNA. O cientista francês disse que até HIV tem dentro dela. Estamos falando de algo irreversível”, disse ele.

“Vírus aprimorado na China”

Ainda em sua pregação, Davi disse que o mesmo cientista afirmou no vídeo que o vírus surgiu na França, criado em laboratório e foi levado para a China. Por lá, o novo coronavírus foi aprimorado.

“Da China foi disseminado para o mundo. Então, raciocina. A França criou o vírus, levou pra China, a China aprimorou, soltou para o mundo. No mundo não tem uma nação comprando da China, quem está comprando? São Paulo. No mundo, não tem uma nação, um prefeito, um governador, um presidente, um ministro, não tem ninguém comprando vacina da China, quem tá comprando? São Paulo. Governador de São Paulo”, disse ele.

Publicidade

Investigação

Segundo o Portal G1, promotorias e centros de apoio do Ministério Público do Ceará pedem que o pastor Davi Goés seja responsabilizado civil e criminalmente por disseminar fake news a respeito da vacina chinesa CoronaVac, que está sendo produzida no Brasil pelo instituto Butantan, em São Paulo.

De acordo com o portal, um ofício, na esfera criminal, foi enviado à Secretaria das Promotorias de Justiça Criminais, também do MPCE, e um outro, no que se refere à responsabilização civil, para a Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa).

Esferas civil e criminal

Na área criminal, segundo o MPCE, um promotor deve acionar a Justiça se encontrar indícios de que houve um crime ou uma contravenção prevista no artigo 41 da Lei das Contravenções Penais. Nesta segunda hipótese, a distribuição será feita para os Juizados Especiais Criminais. O artigo diz que quem provoca alarde, anuncia desastre ou perigo inexistente pratica ato capaz de produzir pânico ou tumulto. A pena pode ser multa ou prisão de 15 dias a seis meses.

No campo civil, o Ministério Público aponta indícios de que o líder religioso infringiu a lei estadual do Ceará que proíbe a disseminação das chamadas “fake news”. A lei estabelece multa de R$ 2 mil para quem divulgar conteúdo mentiroso. Também descumpre a Lei Brasileira de Liberdade, Responsabilidade e Transparência na Internet, popularmente conhecida como Lei das Fake News.

Publicidade

Produção de Vacinas no Brasil

O plano nacional de vacinação contra Covid-19 não prevê uso da CoronaVac. O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirma que o Brasil fará aquisição da vacina produzida pela Universidade de Oxford e da farmacêutica AstraZeneca.

O governador de São Paulo, João Doria, afirma que o estado pretende produzir e utilizar a CoronaVac para a população. O governador do Ceará, Camilo Santana, se reuniu com Doria nesta terça e defendeu o produto chinês no plano de vacinação no Brasil.

Atualização: Após ser alvo de críticas por centenas de internautas e ter seu nome estampado em diversos portais de notícias, o pastor Davi Góes, da Igreja evangélica Ministério Canaã da Água Fria, em Fortaleza/CE, se manifestou a respeito do assunto na qual está sendo acusado.

Em entrevista concedida na manhã desta quarta-feira (16/12) em uma rádio local, o pastor esclareceu toda a situação. Segundo ele, é infundada a acusação de que teria cometido uma “fake news”, isso porque, ele citou afirmações de um autor chamado Lamartine Posella, que por sua vez, citou o cientista Nicolai Petrovsky. Logo, informou sobre as falas aos fiéis em culto de 19 de novembro.

Leia a matéria completa Aqui!

 

Publicidade

 


Leia também:

Editor-chefe do Gospel Minas. Cristão, jornalista e empreendedor de BH/MG. Amante da arte, comunicação e jornalismo. Pronto para servir o povo cristão com excelência. Contato: (31) 99583-5239 - [email protected]

Destaques do Mês